quinta-feira, 19 de março de 2009

Como você muda o mundo

Como você muda o mundo?
Mudando a você em primeiro lugar.
Mudando ao mundo e ao Universo em primeiro lugar.
Qual é mais fácil, do ponto de vista de quem quer mesmo ver o mundo mudado?
Então assumo que mudar a mim é enxergar que cegos enxergam, que paralíticos andam, mudos falam, se expressam e muito bem.
Ué... o mundo já mudou.
Eu apenas não consigo ainda me dar conta disso.
Porque não?
Porque não sei quem sou? Como sou? De onde vim?
Bom. Sei quem sou. Sei como sou. Sei de onde vim.
E vim, sou e sei.
Sou um filho de Deus tão filho de Deus quanto a montanha onde nasci.
Sou uma bolha de luz que só consegue se ver iluminada pela luz de onde saí.
De onde saímos todos.
A luz é uma só, ainda que pisque.
A Ciência sabe disso?
Admitir não admite.
Admitirá?
É inteligente a origem que nos permite vida?
É uma boa questão essa.
Óbvia, como todas as demais é a resposta.
Não há par sem ímpar.
Alargar, na mente, o horizonte, é ampliar, ao infinito, a nossa fronte.
Reconheçamos que asas temos e aprendamos a voar.
O ar parece que vai esquentar e a água parece que não vai baixar.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Sem moderação torno-me responsável pelo que você diz, por isso, caso comente, publicarei depois de lido. Obrigado por compreender.