quinta-feira, 9 de fevereiro de 2012

Enquanto isso, no Jardim do Néden

Fora do Jardim do Éden, o Néden, que acabou resumido no Nada, os descendentes de Adão, que diga-se de passagem veio mesmo de lá para cá expulso, os cientistas seguem com suas biologices, e publica-se agora que ao fecundar uma maçã com uma cobra verde, obtiveram recentemente um homem verde.

O espanto foi grande, mas a experiência não poderia parar por aí.

Então fecundaram uma cobra verde com uma maçã madura e vermelha, e o resultado foi uma mulher amarela.

Alucinados no mesmo dia fecundaram ao mesmo tempo uma maçã verde madura, e verde de casca, com a cobra verde e uma maçã verde verde mesmo com uma cobra verde e qual não foi a surpresa aos rebentos praticamente idênticos e ambos brancos.

Tentaram com todos os tipos de maçã com a cobra verde e não conseguiram resultados outros que não a repetição desses aí.

Tentaram com a cobra coral e não funcionou com nenhuma das maçãs e esperam conseguir a cobra certa para então provarem à humanidade que o homem negro também é oriundo da fecundação de um animal por um vegetal e acabar de vez com as dúvidas sobre nossas origens.

Concluíram, e parece lógico, que o homem nascido verde possivelmente mudará de cor e poderá então se tornar negro, mas para isso terão que esperar que o bebê nascido (não nascem grandes os homens e mulheres) atinja a maturidade e isso levará mais tempo que o previsto para o 21/12/2.012.


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Sem moderação torno-me responsável pelo que você diz, por isso, caso comente, publicarei depois de lido. Obrigado por compreender.